#57 - RENÚNCIA, RESPONSABILIDADE E DISPOSIÇÃO

"E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me."
Marcos 8:34


O ministério Fogo para Missões é um chamado pessoal, usamos o termo "ministério" simplesmente porque esta palavra significa "serviço", e este é nosso chamado: sermos úteis, conforme a vontade de Deus, para que o Reino de Deus seja anunciado até os confins da terra.

Hoje estamos efetivamente em contato com igrejas e comunidades com o objetivo da promoção da Oração e de Ações Reais por Missões, a igreja precisa ser missionária, precisa respirar o envio de missionários, seja para locais distantes ou mesmo treinando equipes locais para o cumprimento do IDE em sua própria comunidade.

Por isso lhe convidamos a esta leitura com bastante atenção.

Boa leitura.

RENÚNCIA
Eu costumo dizer que o tamanho dos seus sonhos é diretamente proporcional ao preço que você pagará para realizá-lo, ou seja, pode sonhar, mas não pense que transformar este sonho em realidade será simples ou sem nenhum custo. Se o seu sonho de moradia, por exemplo, é um sobrado grande e bem localizado, certamente você terá que pagar um preço para realizar este sonho, você certamente precisará de tempo, dedicação e até mesmo disciplina financeira para realizá-lo, isso tudo é o preço, e não está restrito apenas aos valores financeiros do imóvel, mas toda a dedicação para concretizá-lo. Se você fica contente com uma modesta, mas aconchegante casa o valor certamente será outro, mas também terá seu preço.

Renúncia é isso, a soma de várias decisões, escolhas conscientes que visam um objetivo maior. Muitas almas podem se perder por falta de renúncia de nossa parte e algumas destas almas estão mais próximas do que imaginamos. Uma atitude estúpida no trânsito, não vigiada na escola ou imprudente no trabalho pode tornar mais difícil o caminho da salvação para algumas almas próximas a nós.

Em casa, a insistência naquela razão desnecessária que acabou em uma discussão infrutífera pode não apenas prejudicar um bom relacionamento como dificultar a salvação de uma alma. Diante desta realidade eu gostaria de fazer uma simples pergunta. Qual preço é caro demais para que você ganhe Jerusalém e Judéia ou ainda Samaria, um povo próximo, mas ignorado?

“...porque, sendo livre de todos, fiz-me escravo de todos, a fim de ganhar o maior número possível...”
1 Coríntios 9:19

ORAÇÃO:
Descobrimos que nós podemos ser os promotores dos milagres que tanto desejamos, podemos ser os portadores do milagre que muitos tanto sonham.

“O Espírito do Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos...”
Isaías 61:01

RESPONSABILIDADE
Não é difícil entender o que está registrado no evangelho de Lucas 23:34, Jesus olhando a multidão que estava o condenando a uma morte injusta e tão violenta ora ao Pai dizendo: “...eles não sabem o que fazem...” pois naquele momento eles realmente não sabiam o que estavam fazendo, nem os soldados ou os religiosos, enfim toda a multidão, não sabiam que estavam condenando a morte o autor da vida. Eles pensavam estar dando fim a um “agitador” ou que com aquela morte colocariam fim a uma “seita”, agora olhe ao seu redor e diga sinceramente, eles realmente não faziam ideia do que estavam fazendo, não é mesmo?

Ele foi morto e ressuscitou como prometido, encerrando assim seu penoso trabalho. Jesus, o desejado das nações, a resplandecente estrela da manhã nasceu humilde, viveu sem pecado, mostrou-nos O caminho, foi condenado injustamente, morreu de forma vergonhosa, mas ressuscitou triunfante e foi recebido eu Sua Glória. Tudo isso para que nós hoje pudéssemos ter paz com Deus e O honrar com nossas vidas.

A multidão não sabia o que fazia, e nós? Nós temos consciência da tão grande salvação que nos é proposta? Agimos de forma responsável diante do ministério que nos foi confiado? É certo que nossa mente não conseguirá compreender o que nos está sendo proposto até Aquele dia, nem a mais brilhante imaginação conseguirá chegar perto do que o SENHOR tem preparado para aqueles que O amam, mas isso não tira a responsabilidade que temos diante de um chamado, a grande comissão descrita em Mateus 28:19 e 20.

“Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.”
Mateus 28:19 e 20

É uma honra atender a este chamado. Homens que antes eram inimigos de Deus, mortos em seus pecados, hoje em Cristo, podem não apenas se considerar salvos, mas têm o privilégio de levar outros aos pés da cruz. O ministério da reconciliação é sobrenaturalmente gratificante, é para aqueles que querem mais, para aqueles que têm sede e fome de justiça e que não se conformam com este século.

A responsabilidade do ministério da reconciliação vem junto com a salvação, alguns podem até tentar viver como se esta responsabilidade não existisse ou fosse apenas para alguns “coitadinhos” missionários escolhidos. Estes que assim pensam, dormem dentro das igrejas por considerar muito difícil se comprometer com a propagação do Reino, alguns deixam de viver experiências únicas com o próprio Espírito de Deus sem saber que o bom mesmo da festa está em servir e não em ser servido.

Quando reconhecemos a responsabilidade que nos foi entregue, de ganhar novas vidas para Cristo, começamos a notar que nossas ações ganham um propósito muito maior, um tarefa simples como ir a padaria pela manhã se torna uma “viajem missionária” em potencial, Deus não escolhe lugar para agir por isso podemos sempre aguardar que Sua graça se manifeste através de nós no ministério da reconciliação, e assim estamos cumprindo o “ide”, estamos entrando com ousadia no Santo dos Santos. Para estes que assumem a responsabilidade de levar sobre si o peso do nome que está sobre todo nome, para estes é revelado a razão pela qual Jesus disse que Seu jugo é suave e o Seu fardo é leve (Mateus 11:30).

ORAÇÃO:
Tomamos consciência da responsabilidade que nos foi entregue sabendo que o SENHOR está conosco até à consumação do século. 

“Quem sai andando e chorando, enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo os seus feixes.”
Salmos 126:06

DISPOSIÇÃO
No momento em que escrevia este ponto das três bases, muitas questões estavam surgindo, situações complicadas, daquelas que te fazem parar e respirar fundo antes de continuar, realmente eu não poderia escrever em momento melhor, afinal dizer “eis-me aqui” ao SENHOR nunca me pareceu tão difícil.

Estar disposto a seguir a Cristo é uma questão de confiança, de fé e não de condição, e quando falo isso penso em alguns homens bíblicos e suas escolhas, entre estes homens imediatamente me lembro de Mateus, judeu e coletor de impostos a serviço de Roma, desprezado por seus compatriotas. Este homem deixa imediatamente sua posição, ignorando até mesmo sua rejeição, para seguir ao chamado deste judeu por nome Jesus, de coletor de impostos a missionário, de missionário a escritor, sua vida encontrou o propósito que tanto desejava (Mateus 9:09).

Mateus mudou a história de sua vida com um simples sim!

Quando falo em disposição, estou falando de gestos visíveis, de deixar tudo e ir a outros povos, de entregar a própria vida se preciso for, estou me referindo a gestos mais simples como o de levar aparelhagem de som para organizar um evento local, mas não estou me referindo apenas a este tipo de disposição, e sim também ao que chamarei de micro disposição. Ações como estas fazem parte da visão de disposição deste e certamente de qualquer outro ministério sério e comprometido, mas a micro disposição se refere a necessidade de pequenas e até mesmo invisíveis ações e decisões que podem resultar em um resultado ainda maior em sua missão pessoal de alcançar vidas.

Não é fácil para alguns tomar atitudes cristãs quando sabem que não serão reconhecidos, posições de destaque são extremamente atrativas, mas nem sempre estaremos sobre púlpitos ou palcos, nem sempre estaremos ministrando sobre igrejas ou comunidades, mas sempre estaremos em contato com pessoas, ou seja, não importa o local e sim sua disposição para alcançá-las. Aliás, o púlpito não deve ser encarado como o local de nossa missão, nosso campo é lá fora, o púlpito pode ser uma extensão de nossa disposição em servir a Cristo e a igreja desde que vivamos fora da igreja tudo aquilo que estamos dispostos a ministrar sobre outros irmãos.

Quando penso na misericórdia do SENHOR, rápida e imediatamente penso em todos os meus pecados, foram pensamentos, palavras, gestos e ações as quais o pensar já é vergonhoso, mas não me deixam esquecer de onde Deus me tirou. E assim, suja estava toda a humanidade antes do sangue, do precioso fluir do sangue de Cristo. Ninguém, nunca, em lugar algum poderia imaginar essa cena, um homem como eu a serviço do Rei da Glória, do Senhor dos Exércitos. Este sangue sobre mim me constrange e eu digo sim!

ORAÇÃO:
Estamos dispostos a sofrer pela causa de Cristo ou vivemos clamando para que nos livre das lutas e nos coloque em lugar de folguedo?

“...porque para mim tenho por certo que os sofrimentos do tempo presente não podem ser comparados com a glória a ser revelada em nós (...) a ardente expectativa da criação aguarda a revelação dos filhos de Deus...”
Mateus 9:09; Romanos 8:18 e 19

------------------------------------------------------------------

Fonte: Edinelson F. Lopes.
Fogo para Missões
IR +
INVESTIR +
INTERCEDER +


0 comentários:

Postar um comentário

Você está no BlogFpM, blog oficial do ministério Fogo para Missões.

Você pode também nos acompanhar no facebook.com/fogoparamissoes, onde você poderá curtir, seguir, reagir às publicações, compartilhar, comentar, pode até deixar aquele seu "amém", mas acima de tudo, queremos que você se sinta incentivado, encorajado e provocado a envolver-se pessoalmente na proclamação do Evangelho, das Boas Novas de Jesus Cristo.

Seu comentário é importante para que possamos avaliar o alcance de nossa proposta. Se você possui site, blog ou twitter, deixe seu link para que o visitemos também! Se desejar, nos acompanhe também pelo twitter.com/fogoparamissoes.

TODOS OS COMENTÁRIOS SERÃO PUBLICADOS APÓS MODERAÇÃO.