#24 - SANTOS NA TERRA, CONHECIDOS NO CÉU, TEMIDOS NO INFERNO

"E Deus pelas mãos de Paulo fazia maravilhas extraordinárias. De sorte que até os lenços e aventais se levavam do seu corpo aos enfermos, e as enfermidades fugiam deles, e os espíritos malignos saíam. E alguns dos exorcistas judeus ambulantes tentavam invocar o nome do Senhor Jesus sobre os que tinham espíritos malignos, dizendo: Esconjuro-vos por Jesus a quem Paulo prega. E os que faziam isto eram sete filhos de Ceva, judeu, principal dos sacerdotes. Respondendo, porém, o espírito maligno, disse: Conheço a Jesus, e bem sei quem é Paulo; mas vós quem sois? E, saltando neles o homem que tinha o espírito maligno, e assenhoreando-se de todos, pôde mais do que eles; de tal maneira que, nus e feridos, fugiram daquela casa."
Atos 19:11 a 16

Tá amarrado! Tá? Mas você sabe por quê? Porque não está acorrentado ou enjaulado?! Calma, não se escandalize, não estamos nos rebelando, é apenas uma pergunta, uma pergunta importante, e você vai entender o porque. Alás, o texto acima, de Atos 19 é parte importante disso tudo.

Encontramos sete homens judeus, filhos de um dos principais dos sacerdotes, homens acostumados com os rituais e todo tipo de costumes religiosos da época, homens que experimentavam de certa autoridade entre o povo, assim como os filhos de Eli, Hofni e Finéias, lembram deles? (I Samuel 1). Com isso, a primeira lição que aprendemos é esta: por mais que você esteja acostumado com os rituais de sua religião, não considere isso como credencial de autoridade, ou ainda, não confunda respeito social com autoridade espiritual.

"Pois ninguém pode entrar na casa do valente e roubar-lhe os bens, se primeiro não amarrar o valente; e então lhe saqueará a casa."
Marcos 3:27

Acredito que seja deste texto que tenha surgido esta famosa frase evangélica, mas como toda a Palavra, o texto tem um contexto e como dizem, texto sem contexto é pretexto.

Sinceramente, particularmente não vejo problema algum em alguém dizer "Tá amarrado!" desde que, ao menos, o cidadão saiba o que está fazendo, caso contrário estará agindo como estes sete rapazes, que desconhecendo a autoridade real de Jesus, se fixaram em uma palavra, experimentando um resultado desagradável, a segunda lição que aprendemos aqui é esta: não substitua a comunhão com Deus por um ritual sem contexto, ou ainda, seja  santo na terra, conhecido no céu e temido no inferno.

Com isso respondemos a pergunta feita lá em cima, lembra? E a triste resposta é esta, o fato de que muitos irmãos diariamente preferem substituir uma vida com Deus pela repetição de palavras que, muitas vezes nem mesmo sabem de onde surgiram, mas aprenderam ser palavras poderosas. Poderoso é Deus, Todo-Poderoso e nome sobre todo nome.

Qualquer palavra, fora do contexto de uma vida santificada, não possui autoridade alguma, isso mesmo, palavra alguma poderá substituir uma vida em comunhão com Deus. Não aceite abrir mão de uma vida de oração, não troque suas experiências pessoais com Deus por uma palavra, você é único, exclusivo, e assim como Paulo, deve ser conhecido e temido no inferno, amarre o valente, mas não com palavras, com sua vida.

As Escrituras dizem que o demônio se assenhorou da situação, e dominou os homens de tal modo que todos eles tiveram que fugir da casa, feridos e nus, machucados e expostos em suas vergonhas. Experimente uma vida de santidade, seja o que o SENHOR te projetou para ser: geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamar as grandezas daquele que te chamou das trevas para a maravilhosa luz, seja e o fazer, o amarrar será consequência natural.

Terceira e última lição que aprendemos aqui: quando não nos submetemos ao senhorio de Jesus, qualquer um pode assumir o trono em nossas vidas, ou ainda, quando entregamos a Jesus Cristo o reinado em nossas vidas ninguém tem autoridade para dominar sobre nós. Portanto amado (a), não se preocupe, se estamos em Cristo, santificados e justificados Nele, poderemos ousadamente dizer: se Deus é por nós, cai pra dentro (Romanos 8:31).

Invista em seu relacionamento com Deus, ore, jejue, medite em Sua palavra, cultive os frutos do Espírito (Gálatas 5), tome a armadura do Espírito (Efésios 6), santifique-se, pois para os que assim vivem, o valente pode até rugir como leão, mas não pode tocar (I Coríntios 10:13). Aleluias! 

Fogo para Missões

Um comentário:

  1. Somos geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamar as grandezas daquele que te chamou das trevas para a maravilhosa luz. Aleluias meus irmãos.. Somos escolhidos....

    ResponderExcluir

Você está no BlogFpM, blog oficial do ministério Fogo para Missões.

Você pode também nos acompanhar no facebook.com/fogoparamissoes, onde você poderá curtir, seguir, reagir às publicações, compartilhar, comentar, pode até deixar aquele seu "amém", mas acima de tudo, queremos que você se sinta incentivado, encorajado e provocado a envolver-se pessoalmente na proclamação do Evangelho, das Boas Novas de Jesus Cristo.

Seu comentário é importante para que possamos avaliar o alcance de nossa proposta. Se você possui site, blog ou twitter, deixe seu link para que o visitemos também! Se desejar, nos acompanhe também pelo twitter.com/fogoparamissoes.

TODOS OS COMENTÁRIOS SERÃO PUBLICADOS APÓS MODERAÇÃO.