#15 - A MISSÃO É DE DEUS

"...Venha o teu Reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu..."
Mateus 6:10




Hoje a Palavra de Segunda é muito especial, pois vamos falar do MISSIO DEI, não é uma cobertura do evento, foram três noites intensas, de modo que não haveria como, e eu não tentaria resumir tudo em apenas uma publicação. Também não é uma compilação das palavras ministradas pelos pastores Jim Stier e Santareno Miranda, eu não seria tão pretensioso.

Quando tomei conhecimento do evento através do twitter, pela Cecilly Lucena (@_Celucena) não imaginei que viesse a ser tão marcante, e é sobre estas marcas que escreverei, na esperança de que mais este texto venha a ser benção em sua vida.

1º NOITE – O REINO ESTÁ EM MOVIMENTO
O louvor da noite foi ministrado pelo Samuel Moraes e Banda e lá estava eu, sentado entre as primeiras cadeiras, do meu lado estava Douglas Klein (@DouglasKlein), um jovem futuro jocumeiro.

O pastor Jim Stier iniciou a ministração com uma breve viagem pela história de missões, iniciando por Willian Carey, passando por Hudson Taylor e C.T. Studd, lembrando-nos que durante cerca de 300 anos na história da igreja protestante, missões foi, de certa forma, deixado de lado.

Muitas preocupações começaram a ocupar a mente e os desejos do coração dos cristãos durante este tempo, até que homens como Carey fosse levantados pelo Senhor. Citando e fixando sua atenção sobre o texto de Mateus 6:10, o Pr. Jim passou a nos explanar sobre o que ele chamou de “três características do Reino de Deus”.

Com um toque de humor aliado a uma seriedade incrível, a palavra fluía tanto em entendimento quanto convencimento pelo Espírito, que nos levou graciosamente a compreender, afinal, porque a missão é de Deus (Missio Dei).

Jesus foi o primeiro em tudo, inclusive foi o primeiro a inaugurar a vinda do Reino do Pai até nós, afinal, não tínhamos a menor chance de nos aproximarmos de Deus, por mais que viéssemos a nos esforçar, e o pior, a nossa natureza adâmica não iria voluntariamente buscar ao SENHOR, era preciso que fossemos amados primeiro, e Ele nos amou, vindo em nossa direção e trazendo consigo Seu Reino.

Poderia citar Mateus 6:33 (ESCOLHA A BOA PARTE), mas não é necessário, aliás as palavras tem se confirmado ultimamente, por isso estamos de ouvidos atentos para cada revelação do Papai, e nesta noite, todos os que estavam sob aquela tenda foram, certamente impactados pela agradável presença do amado Espírito Santo que encontrou grande liberdade em nos mostrar o interesse eterno de Deus na Obra Missionária.

O primeiro dia do MISSIO DEI foi providencialmente o dia de encerramento de nosso 2º #TempodeOração, dia 21 de setembro, e o dia seguinte, dia 22, marcaria o início do terceiro período de consagração por missões, de forma sobrenatural.

2º NOITE – E SERVINDO ELES AO SENHOR
Desta vez o louvor ao Rei veio através de Danni Distler, a tenda estava cheia e logo o Pr. Santareno Miranda nos apresentava a seguinte pergunta: “Jesus é realmente o Senhor de sua vida?” Durante a palavra era comum ouvir comentários como “essa doeu”, ao final de muitas frases, sinal de que certamente alguns estavam sendo confrontados.

"Jesus, porém, ouvindo que João estava preso, voltou para a Galiléia; E, deixando Nazaré, foi habitar em Cafarnaum, cidade marítima, nos confins de Zebulom e Naftali; Para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta Isaías, que diz: A terra de Zebulom, e a terra de Naftali, Junto ao caminho do mar, além do Jordão, A Galiléia das nações; O povo, que estava assentado em trevas, Viu uma grande luz; E, aos que estavam assentados na região e sombra da morte, A luz raiou. Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus..."
Mateus 4:12-17

Em alguns momentos fazendo uso do senso de humor, em outros de forma desafiadora, o Pr. Santareno foi usado pelo Pai a nos confrontar, não para que houvesse desanimo ou desistência do interesse missionário, muito pelo contrário, para que as certezas que afirmamos ter estivessem definitivamente respaldadas no senhorio de Deus, o dono da missão.

É imprescindível que nosso culto seja racional (Romanos 12:01), isso é agradável ao SENHOR que nos fez semelhantes a Ele, por isso é necessário que aquele que se dispõe ao trabalho missionário entenda que haverá um preço a pagar. Ouso dizer eu, não o Pr. Santareno, que: “Deus não tem compromisso com nossas lágrimas, mas sim, com Sua palavra”, lançarmo-nos sem a direção de Deus é suicídio.

Caminhe na história que Deus tem para você”, esta foi outra frase dita pelo pastor e missionário angolano, “não é aonde você quer ir, é onde Deus quer que você vá” e isso significa que Deus pode querer que neste momento, você fique, e neste caso, por mais que seu desejo seja “ir às nações”, você deve se submeter ao senhorio de Deus e obedecer, se você fizer isso, serás de fato, uma benção. A benção está em obedecer e não em fazer, por fazer!

Se a missão é de Deus, e de fato é, também é certo que Ele cuidará de realizá-la. Se você está disposto, Ele tem tudo o que precisa, quando você passa a entender isso, passa a ter a mente de Cristo (I Coríntios 2:16), sua vontade passa a ser o Reino (Mateus 6:33) e Deus então pode realizar a tua vontade, mas a tua vontade, prazerosamente passa a ser a vontade Dele (Salmos 37:04), e o que Deus sonha, no tempo perfeito Dele, torna-se real, ou Real, como queira. Aleluia!

É preciso viver o que pregamos, também o que cantamos, é preciso em alguns momentos, deixar a emoção de lado e avaliarmos se o que temos vivido pode ser considerado realmente como sendo uma obediência à vontade de nosso Senhor. Se temos corrido atrás de bênçãos quando na verdade deveríamos estar preocupados com as coisas do alto, “a história testemunha contra nós, pois existiram homens que serviram ao SENHOR pelo que Ele já fez, a cruz, e não pelo que Ele pode fazer, as bençãos” foi mais uma frase impactante na boca do pregador da noite.

Final de noite, em conversa breve com o Pr. Santareno, Papai confirma em nosso coração um chamado: "Portugal, o Senhor Jesus Reinará sobre ti".

3º NOITE - EU CONSEGUI! EU CONSEGUI!
A porta se abre, e há muito barulho, alguns gritos e uma mulher com no corredor nos pede dinheiro, o corredor não é muito longo, mas não saber o que havia à frente me causava certa apreensão, eu estava sem mochila ou pasta, apenas minhas roupas e documentos no bolso da calça, pelo menos era isso que demonstrava, carregava escondido comigo algo muito valioso, e eu não poderia de jeito nenhum ser pego.

Meu coração acelera e eu preciso controlar a respiração, ser o mais natural possível. No final do corredor frio e com pouca luz dois homens nos abordam armados em pé, juntamente com duas mulheres que permanecem sentadas em mesas pequenas, a sala era pequena, um dos homens pede para que nos assentemos, não há nenhum cumprimento apenas “sente-se aí”. Os outros homens que estão comigo se sentam, as mulheres deverem permanecer em pé próximo a parede, é o que o rapaz ordena com poucas palavras.

Eu sou o primeiro na fila, sou chamado e logo começam as perguntas: O que você veio fazer aqui? Porque você escolheu este país? Onde estão seus documentos? Trouxe alguma literatura contigo? Quanto tempo pretende ficar? Procuro não demonstrar o nervosismo, mas sinto a voz falhar a cada resposta. São perguntas simples, mas o clima era tenso demais e eu tentava me concentrar nas respostas ouvindo uma das mulheres, com um português muito ruim, zombar de cada resposta, ela parecia saber de algo.

A porta estava a poucos metros, mas o outro homem, o maior dos dois, estava na frente, e o pior, ele era o responsável pela revista, então eu tive a certeza de que não iria conseguir passar.

Respondida as perguntas, dou o primeiro passo para ser revistado, então um dos irmãos é chamado e, por alguma razão, acabou entrando na minha frente, causando certa confusão devido ao pouco espaço do local, meu nervoso apareceu e eu levanto as mãos, como se quisesse pedir calma para os homens, que estavam armados, tenho medo de que a pequena confusão deixe o clima ainda mais tenso.

Tudo acontece muit rápido, eu não passo pela revista, o homem abre a porta com resignação aparente e me mada passar, o pequeno tumulto foi providencial, eu passo pela porta, e mesmo alguns passo à frente, ainda me pego controlando a respiração.

Mais alguns minutos e estou me encontrando com um garoto, pude finalmente entregar a ele o objeto que trazia comigo, uma bíblia usada, descubro que aquele menino é a Igreja. Me abaixo para entregar-lhe o "presente" e sou tomado por uma grande alegria, não por ter conseguido apenas, mas por poder entregar, em mãos aquela bíblia para uma igreja que está crescendo. Eu consegui! Eu consegui! Valeu a pena!

Esta história é fictícia, mas os sentimentos foram verdadeiros, não imaginava uma noite como aquela, não há romantismo nesta história, há sim, a vidas de homens e mulheres que deixaram o conforto de sua casa e família, para que? Para que o Reino de Deus venha sobre estas nações. Nesta história, nem todos que estavam comigo passaram, algumas mulheres ficaram, na realidade tantos e tantos santos do SENHOR foram mortos, estão sendo mortos por que Jesus é o SENHOR de suas vidas.

Você diria que eles são loucos, corajosos? Eles responderiam que loucos, corajosos são vocês, que receberam igualmente o chamado de Deus, e se recusam a obedecer!

Ore por missões, ore pelos missionários, pois quando você ora por missionários, você está orando por vidas, não por personagens!

Não, não consegui expressar o que foram para nós que estávamos lá, a experiência destes três dias de MISSIO DEI, foram muitas experiências, inclusive por poder estar com pessoas tão dedicadas como o Jorge (el papá), o sempre solícito Elianderson, além do Edmilson del Santo, Diretor da Base Jocum em Curitiba, a estes e também a todos os demais jocumeiros, nossas orações e certeza que o seu trabalho, no Senhor, não é em vão (I Coríntios 15:58).

Oramos também e desejamos que este evento se repita nos próximos anos, pois não é apenas uma conferência missionária, é uma necessidade.

Que venha o Teu Reino Senhor Jesus.

Edinelson F. Lopes
Fogo para Missões


4 comentários:

  1. Que bom que você foi impactado, esse foi o objetivo principal do nosso trabalho antes do evento, e nossa oração é para que você continue colocando fogo no coração das pessoas, a respeito de missões.

    Valeu mano.

    Davi de Souza
    Comunicação | JOCUM Curitiba

    ResponderExcluir
  2. Pois é Davi, o MISSIO DEI é certamente um projeto de Deus que econtrou pessoas ousadas, que acreditaram que era possível, e que foi regado com oração, o resultado não poderia ser outro.

    Temos visto e vivido isso, nos dispondo e levantado um clamor missionário por avivamento, e o Senhor tem nos proporcionado, neste tempo, experiências como a vivida nestes três dias.

    Edinelson F. Lopes
    Fogo para Missões

    ResponderExcluir
  3. Nossa muito impactante mesmo essa experiência... É realmente uma missão de Deus.. Que ele continue usando vcs para sua obra.... Continuamos a orar....
    Um grande Abraço...

    ResponderExcluir
  4. Olá Letícia, estar no MISSIO DEI, foi um presente do Papai, resposta de oração pois precisávamos ajustar a visão.

    Isso mesmo, continue orando até que algo aconteça, tudo o que temos vivido graciosamente é devido a postura que passamos a ter quanto ao jejum e a oração... porque não obedecemos antes?!!

    invista em seu tempo com o Papai, é o máximo!
    Grande abraço, estamos te seguindo no Twitter também... @leticiafleal.

    Edinelson F. Lopes
    Fogo para Missões

    ResponderExcluir

Você está no BlogFpM, blog oficial do ministério Fogo para Missões.

Você pode também nos acompanhar no facebook.com/fogoparamissoes, onde você poderá curtir, seguir, reagir às publicações, compartilhar, comentar, pode até deixar aquele seu "amém", mas acima de tudo, queremos que você se sinta incentivado, encorajado e provocado a envolver-se pessoalmente na proclamação do Evangelho, das Boas Novas de Jesus Cristo.

Seu comentário é importante para que possamos avaliar o alcance de nossa proposta. Se você possui site, blog ou twitter, deixe seu link para que o visitemos também! Se desejar, nos acompanhe também pelo twitter.com/fogoparamissoes.

TODOS OS COMENTÁRIOS SERÃO PUBLICADOS APÓS MODERAÇÃO.